Entrevista por Dr. José Rogério Regis para edição da Folha de São Paulo – Publicado em 16/05/2016: ‘República dos Carecas’ comanda áreas cabeludas do novo governo.

Blog, Notícias e Mídia

‘República dos Carecas’ comanda áreas cabeludas do novo governo.

Muitos apostam que Michel Temer, com suas entradas de longa data, já esteja careca ou quase, na saída da presidência.

Heróis ou vilões, os carecas dominam o imaginário da cultura pop. A precoce calvície de Charlie Brown, de “Snoopy”, e a testa avantajada do veterano Professor Xavier (“X-Men”) rivalizam com a moleira lustrosa do arqui-inimigo do Super-Homem, Lex Luthor, e com a cabeça pelada de Lord Voldemort, da série “Harry Potter”.

Na vida real, em tempo de reviravolta na política brasileira, os sem-cabelo vêm com tudo. No ministério de Temer, ao que tudo indica, cabelo não é prioridade: nenhuma mulher e cinco carecas.

À distância, chega a brilhar o cocuruto do novo ministro da Justiça e da Cidadania, Alexandre de Moraes.

Mesmo com persistentes e ralos fios alojados nas laterais da cabeça, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, faz o tipo “intelectual calvo”, pronto a discorrer, em intermináveis explicações, sobre a cartilha do mercado.

Popular nas redes sociais, em que aparece identificado ora com Nosferatu, ora com Mr. Burns de “Os Simpsons”, o tucano José Serra foi alçado ao Itamaraty. Engrossam as nomeações dos semiescalvados os peemedebistas Eliseu Padilha (Casa Civil) e Osmar Terra (Desenvolvimento Social e Agrário).

Exibem entradas e aparentemente correm o risco de terminar o governo interino com a testa mais larga outros três ministros: Sérgio Etchegoyen, do Gabinete de Segurança Institucional, Ricardo Barros (PP), da Saúde, e Geddel Vieira Lima (PMDB), da Secretaria de Governo.
Isso sem falar do próprio Michel Temer, cujas entradas vêm de longa data, como atestam fotos antigas. Resta saber como estarão na saída.
A Gilberto Kassab (PSD), de Ciência e Tecnologia e Comunicações, o futuro pode reservar surpresas. Embora ostente farta cabeleira, as avançadas entradas sugerem mudança de rumo. A afinidade entre Kassab e Temer, para além da política, passa pelo salão de cabeleireiro: os dois compartilham as tesouras do Jassa, em São Paulo. José Jacenildo dos Santos, 71, ganhou fama fazendo a cabeça do dono do SBT, Silvio Santos, que nunca economizou elogios ao talento do paraibano de Serra do Cuité.

ESTÉTICA

Crônica e progressiva, a calvície acomete aproximadamente 40 milhões de brasileiros, sobretudo homens, segundo José Rogério Régis, 40, coordenador do Departamento de Cabelos e Unhas da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia). Doença genética, embora não tenha cura, pode ser tratada com medicamentos que aliviam a queda de cabelos e, quando usados logo no início, ajudam a recuperar o volume.

Há quem saiba tirar partido da estética “cabeça pelada”. A galeria de astros de Hollywood que trocaram os fios por um charme a mais exibe pesos-pesados como Bruce Willis, Vin Diesel e até o titio John Malkovich.

“Héteros ou gays, os carecas têm fama de viris”, gaba-se Marcus Costa, 47 anos, 20 dos quais sem cabelo. Há 16 anos, criou o Clube dos Carecas, entidade que surgiu como meio de enfrentar a zombaria, mas que também presta serviços de utilidade pública, divulgando informações sobre sintomas e tratamentos.

O clube é dono de uma carteira volumosa, com mais de 20 mil associados.

Costa é enfático ao falar de suas expectativas em relação aos carecas que vão encabeçar o governo Temer:
“Para o bem do país, que superem as expectativas da situação e da oposição. Careca não pode falhar”.

Autor / Fonte:
Folha de São Paulo – http://goo.gl/0Hu1x8